LANÇAMENTOS

UMA SANGRIA DE TREVAS: A fraternidade não buguesa em Sagarana, Quarup

e outras narrativas brasileiras

Arturo Gouveia
ISBN 978-65-86270-66-2
2021, 212 p., R$ 62

Sinopse: Este livro consiste na apresentação de todo um embasamento teórico sobre a história e a conceituação da fraternidade no mundo ocidental, em duas vertentes: o legado do cristianismo e as concepções políticas do Iluminismo e da Revolução Francesa. Abrange ainda a análise do conto "A hora e vez de Augusto Matraga", de Guimarães Rosa, e do romance Quarup, de Antônio Callado. Em relação ao conto rosiano, uma parte da análise dos pretos velhos que protagonizam a ação fraterna já se encontra no ensaio "A fraternidade como exceção", no livro Da ignomínia à pertença (Editora Cajuína, 2021). Trata-se do enfoque de personagens secundários, porém muito importantes no destino do protagonista. O romance calladiano também demonstra ação decisiva de personagens marginais que salvam o herói da violência sofrida por um agente da ditadura  ...

Sinopse: Um roteirista e diretor de cinema, que escrevia um roteiro sobre Rudolf Kasztner, judeu húngaro, sionista, que libertou 1.684 compatriotas do Holocausto, de repente se vê numa viagem fantástica e fantasmagórica a Auschwitz Birkenal, um dos campos de concentração nazista na Polônia. Ele passa a observar os horrores e os sofrimentos que os judeus enfrentaram em 1944 nos campos de extermínios, em fábricas de mortos instituída pelo Terceiro Reich, sob o comando de Hitler, Adolf Eichmann e Heinch Himmler para se chegarem à solução final. O tempo o questiona a respeito do acordo entre Kasztner e Adolf Eichmann sobre a liberdade dos 1684 judeus húngaros em troca de favores à Alemanha, pelos quais a própria família de Rudolf estava inclusa nessa liberdade, e os outros judeus que ficaram foram encaminhados às câmaras de gás.

DA IGNOMÍNIA À PERTENÇA: NOVE ENSAIOS SOBRE AUGUSTO MATRAGA
Arturo Gouveia
2021 - 364 páginas

Sinopse: Um roteirista e diretor de cinema, que escrevia um roteiro sobre Rudolf Kasztner, judeu húngaro, sionista, que libertou 1.684 compatriotas do Holocausto, de repente se vê numa viagem fantástica e fantasmagórica a Auschwitz Birkenal, um dos campos de concentração nazista na Polônia. Ele passa a observar os horrores e os sofrimentos que os judeus enfrentaram em 1944 nos campos de extermínios, em fábricas de mortos instituída pelo Terceiro Reich, sob o comando de Hitler, Adolf Eichmann e Heinch Himmler para se chegarem à solução final. O tempo o questiona a respeito do acordo entre Kasztner e Adolf Eichmann sobre a liberdade dos 1684 judeus húngaros em troca de favores à Alemanha, pelos quais a própria família de Rudolf estava inclusa nessa liberdade, e os outros judeus que ficaram foram encaminhados às câmaras de gás.

POESIA O QUE É E PARA QUE SERVE
Luciano D. Cavalcanti
2021 - 

Sinopse: Neste livro, o autor  apresentar uma leitura livre de poemas de alguns poetas significativos da literatura brasileira – incluindo um dos maiores cancionistas de nossa MPB, Chico Buarque de Holanda –, com o intuito de levar ao apreciador de poesia ou professor de literatura brasileira um repertório de análises de textos poéticos para serem lidos pelo simples prazer da fruição com o texto lírico, ou também para serem levados à sala de aula, como um possível caminho para a abordagem dos textos elencados.
Benjamin e Adorno.png

BENJAMIN & ADORNO: CONFRONTOS

Flávio R. Kothe

2021 - 

Sinopse: O texto do Prof. Kothe configura-se como um campo magnético em que os dois polos são as obras dos dois teóricos alemães. Ao nível das voltagens geradas pela fecundação entre o pensamento de ambos, trava-se a discussão de convergências e divergências [...]. No processo de circunscrever as áreas em que as formulações de um e de outro críticos extrapolam, ou em que se iluminam mutuamente, vai-se estruturando um quadro em que são privilegiadas a figura e a produção de Walter Benjamin, frisando-se sempre o seu papel de originador ou inseminador de uma ampla galáxia conceptual, de aplicação mais específica ao domínio da Estética, mas que cobre, igualmente, múltiplos setores da cultura e da indagação contemporâneas: a Sociologia, a Política, a crítica das ideologias, a Filosofia da religião, a Simbólica (mais no sentido freudiano do que no de Cassirer), a Hermenêutica, a Mitopoética etc.

 

9786586270532.jpg
A coisa.png